As imagens contidas neste blog foram retiradas da Internet. Caso os autores ou detentores dos direitos das mesmas se sintam lesados, favor entrar em contato - miriblue@gmail.com

Blogroll

Blogroll

About

Blogger templates

Blinkie

Popular Posts

Followers

Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

O "SIM"

Estive com muitas dúvidas se havia de comentar o resultado do referendo no Domingo.... Mas eu quase nunca consigo ficar calada!
Nunca tive vergonha do nosso país apesar de tantas coisas q se dizem acerca dos portugueses e do governo. Mas agora sinto. Não de ser portuguesa, pq tenho os meus valores e graças a Deus apesar de n ser uma pessoa perfeita sei distiguir o que é certo e errado. Mas vergonha dos nossos governantes e seus apoiantes partidários. Ao ver o festejo destas pessoas fiquei perplexa (talvez por ser um tanto ingénua). Festejar o aumento dos abortos? Festejar a morte de bébés? Festejar as boas condições que a mulher vai passar a ter durante o processo de matar uma vida? Festejar à facilidade de abortar enquanto se demoram anos para um casal que n pode ter filhos adoptar?

Festejar ao investimento financeiro que terá de ser fazer para criar as tão desejadas condições para a mulher poder abortar enquanto o país inteiro se queixa do nosso sistema de saúde?

Opá realmente isto é de loucos!

Uma coisa vos digo.... mais tarde irão queixar-se quando as consequências acontecerem. Deus n se deixa escarnecer e para quem pensa q Ele n se importa com o q o Homem faz, podem crer que Ele está bem atento a mais este acto de desobediência à Sua vontade.
Depois não venham culpar Deus pelas desgraças deste mundo, nem perguntem onde é que Ele está qd as "injustiças" (aos nosso olhos) acontecem. O povo escolheu, o Homem é que escolhe. E com estas escolhas cada vez mais se afastam do Seu Criador. Deus deu-nos o livre arbitrio e cada um faz desse direito o que bem entende.

Vamos aguardar o resultado desta escolha....

terça-feira, 30 de janeiro de 2007

CLICA AQUI E VÊ ESTE VIDEOCLIP! http://www.youtube.com/watch?v=1YDh2aLtEwk

ABORTO
do Lat. abortu
s. m.,
acto ou efeito de abortar;
expulsão do feto antes do fim da gestação;
o que nasceu prematuramente;
fig.,
monstruosidade.



ABORTAR
do Lat. abortare
v. tr.,
produzir antes de tempo;
fazer malograr;
v. int.,
dar à luz antes do fim da gestação;
fig.,
malograr-se, frustrar-se.


Dicionário da Lingua Portuguesa


"A vida humana é inviolável" art. 24º da Constituição Portuguesa


"Tu me fizeste Senhor, toda a estrutura do meu ser foi formada mesmo no seio de minha mãe! Por isso te louvo, pela forma maravilhosa e admirável como sou formado. Quando penso nisso não posso deixar de afirmar: "É um mundo maravilhoso!"
Logo nos primeiros momentos da formação do meu ser, quando tu só sabias que me estavas a formar, já aí intervinha o teu poder criador.
Os teus olhos viam o meu corpo em formação, e no teu livro tudo ia sendo registado, tudo se ia realizando, segundo o que estava programado mesmo antes de eu começar a existir!"

Salmo 139:13 a 16 (da Biblia) (palavras de David)


"Antes que te formasses no ventre te conheci, e antes que saisses da madre te santifiquei"

Jeremias 1:5 (da Biblia) (palavras de Deus)


Não sou contra as campanhas que se estão a fazer acerca do aborto neste referendo. No entanto muito antes delas acontecerem e para que se evitassem, outras campanhas deveriam ser feitas.
Em vez de se fazerem campanhas a incentivar o uso do preservativo para a protecção de doenças como a sida, porque não fazerem-se campanhas a favor da abstinência até ao casamento ou compromisso sério? Se tal acontecesse, para além de se evitarem as doenças, evitar-se-ia também o nascimento de crianças indesejadas e não planeadas. Que responsabilidade tem um(a) adolescente para ter relações sexuais se não tem um compromisso sério com alguém e que juntos possam fazer o devido planeamento familiar? Se ainda dependem dos pais, que noção podem ter das despesas que uma familia acarreta?

Porque razão a maior parte dos(a) adolescentes não fala com ninguém e muito menos com os pais quando pensa em começar a sua vida sexual? Porque no fundo sabem que não estão a fazer a coisa certa e é neste sentido que é importante haver uma sociedade séria e idónea que os(a) incentive a esperar pelo compromisso sério, pelo casamento. Só assim o indice de doenças sexualmente transmissiveis desceria signitivamente e já n haveria necssidade de recorrer ao aborto, nem ao "legal", quanto mais ao clandestino.

A sociedade está a inverter os valores morais e éticos do ser humano. As campanhas e os incentivos, nunca deveriam ser para "legalizar" ou transmitir o "do mal, o menos", mas sim, para cortar pela raiz tudo o que pode vir a ter um mau resultado e que sabemos que não é correcto.
Aos olhos de Deus, aos olhos da lei, a "vida humana é inviolável". A mulher não tem o direito que os defensores do SIM dizem que tem. Por exemplo, porque razão hei-de eu ser presa ao matar um bébé que já nasceu e não se matar um que está dentro de mim, mesmo que seja do tamanho de um feijãozinho?
Que direito tem uma mulher de matar um ser que não pediu para nascer? Só porque foi ela que o gerou? A vida que está dentro de si, já está concebida para ter personalidade própria, é um individuo único, com caracteristicas únicas, com impressões digitais únicas, como todo o ser humano à face da terra. Lembre-se a mulher que também não pediu para nascer, mas sua mãe a amou desde que soube que ela estava no seu ventre.
Para mim, é vergonhoso pensar que mulheres adultas como eu e mais inteligentes, homens formados, governadores e que até dizem acreditar em Deus defendam o SIM. Respeito-os como ser humanos, mas duvido da noção que têm como tal em relação ao próximo.
Por favor... invistam no que realmente é BOM para o nosso país, para o nosso mundo... não temos outro!

(palavras minhas) :o)

Happily married since 07.07.2007

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP